Golf Blog

Known como um “taco de resgate”, o híbrido é um must versátil para o seu saco de golfe.

Recentemente, fiz uma viagem para visitar os meus pais e jogámos uma partida de golfe. Aluguei um conjunto de “tacos premium” do campo, que acabou por ser o novo Callaways, e quando cheguei ao primeiro par 4, fui para o fairway depois da minha viagem e apercebi-me que em vez de ferros longos, o saco só continha madeiras do fairway e vários híbridos.

Isto era novo para mim, tendo em conta que os tacos com que jogo em casa têm provavelmente mais de uma década, e estou habituado às minhas opções de ferro 4 e 5. Então, o que há de tão bom nos híbridos? Bem, depois de bater alguns, eu sabia.

The Evolution of the Hybrid Golf Club

Tacos híbridos representam um dos maiores avanços no design de tacos de golfe, especialmente para golfistas recreativos como eu, que só podem pisar num fairway uma ou duas vezes por mês. Embora eu não seja um péssimo golfista, não jogo o suficiente para ter descoberto a consistência necessária para bater com confiança no meu ferro 4, por isso o híbrido é uma ótima opção para alguém como eu.

Hybrids são mais fáceis de bater no centro da cara do taco, e eles voam mais alto e aterrissam mais suaves que os seus longos ferros, o que ajuda a colocar e controlar aquelas importantes tacadas de aproximação longas. Eles também são versáteis, e podem ser atingidos a partir do áspero, para mentiras ruins – mesmo lascando. Claro, quem já acertou no rough ou tem uma má mentira? Certamente que sim(n’t)…

The Difference Between a Hybrid and a Fairway Wood

Então o taco conhecido como “madeira” apresenta grandes tacos que – originalmente – foram feitos de madeira (daí o nome). Agora, é claro, a maioria é feita de metais. As madeiras comuns do fairway incluem as suas 3 madeiras, 5 madeiras e 7 madeiras, dependendo do loft. Os híbridos não eram mais conhecidos há muito tempo como “tacos de resgate”, porque eram úteis apenas para isso. Os híbridos combinam características de ambas as madeiras e ferros, com um taco mais pequeno que uma madeira, um veio mais curto, e mais loft. Os híbridos são numerados da mesma forma que os ferros longos que se destinam a substituir.

Hitting a Hybrid

Swing the hybrid as you would an iron, hitting down on the ball and taking a divot in front of the ball’s position. São muito mais fáceis de bater do que os seus ferros longos e são mais consistentes para o tiro longo. Claro que a distância que podes atingir é determinada pelo loft do taco e, claro, pela forma como a atinges. Mas em geral, como os híbridos são mais fáceis de ligar do que aqueles ferros longos, em média, você poderia esperar um adicional de 4 a 12 jardas de distância na sua tacada. Híbridos assim tendem a diminuir o rolar da bola, mas sua distância total deve mais do que compensar essa perda.

Para uma tacada híbrida padrão, normalmente é recomendado que você jogue a bola no meio da sua postura, e mantenha o seu peso centrado. Alinhe suas mãos com a bola, e coloque seus ombros, quadris e pés para o alvo. Lembre-se de balançar e bater a bola na descida – não use um movimento de varredura, pois você pode ser uma madeira do fairway. Concentre-se em terminar alto com todo o seu peso na perna esquerda.

When To Use a Hybrid

Um híbrido faz mais do que resgatar você de mentiras ruins. Enquanto os golfistas tipicamente usam híbridos para substituir os seus 1-4 ferros, e para preencher aquele espaço embaraçoso entre uma tacada de madeira do fairway e os ferros médios e curtos, você pode bater nos híbridos fora do fairway, do rough, ou de um tee. O taco cortará melhor o rough do que uma madeira do fairway, e você pode até lascar a bola se você estiver perto do green com um híbrido, especialmente se você precisar estourar a bola sobre uma obstrução na frente da bola. Uma prática comum é começar o seu híbrido com o número mais baixo a 10-15 jardas a menos do que a sua madeira mais alta do fairway, para que não haja espaço na cobertura.

Pela minha experiência, os híbridos proporcionam consistência, precisão e mais confiança quando você está a tentar aquelas tacadas longas para fora ou se aproxima do green. Boa sorte e espero que você experimente um híbrido na sua próxima rodada de golfe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *